terça-feira, 30 de novembro de 2010

Gentinhas!!

Tô fazendo assim: eu ponho uma postagem nova e uma postagem do blog velho, porque aí quem não leu no outro blog tem a chance de ler aqui de novo, e quem já leu no outro blog e não quer ler tudo de novo (os chatos e bobocas, afinal, tudo vale a pena ler de novo), vai lendo as postagens novas...Belê?
Entaum tá bom, agora que vocês sabem como que fununcia, eu vou-me embora para Pasárgada (er...quer dizer...eu vou para a Arcádia...Não não!Eu vou pra Toca mesmo...).

Tchau caros amigos, tenho que abordar e pilhar um navio vindo com carregamento de prata de Espanha...

Por Capitain Purple, the Corsarian

Conto - O Vestido que titia deu

Meu Deus!O que ela ia fazer!?

-Nossa...mãe...tia...eu adorei!

Flávia correu para seu quarto e ligou para o quarto de sua mãe, e esta atendeu:

-Residência Ludwick?
-Alô, senhorita Ender,eu gostaria de falar em particular contigo!
-Sim,quem tá falando?
-A senhorita Flávia Ludwick.
-Flávia, o telefone é caro!Eu não posso gastar com brincadeiras!
-Mas mami!É sobre a tia Lurdinha!Corre aqui!
-Tá, mas na próxima vez nada de usar o telefone!

A srta. Ender chegou correndo:

-Que foi?
-Mami, onde a tia tá?
-Foi comprar um presente, já que ela acha que você só vai a festas de aniversário...

As duas riram.

-Mãe,olha...Eu não gosto dela...Ela me trata como neném de colo!
-Bem...isso é verdade...
-E tem mais,não posso ir com um vestido daqueles, ia ser uma aberração!
-E o que quer fazer?
-Bem...eu iria fazer o plano seguinte:Eu e tu sairíamos para comprar outro vestido, e se ela perguntar aonde vamos eu digo que fui na casa da Shani!
-Mas...e na hora da festa?Ela vai te ver com outro vestido!
-Não, é simples:Eu visto o vestido que a tia me deu e coloco o outro dentro de uma sacola.Chegando lá,eu troco a roupa e pronto!
-Tá bom, vamos comprar o vestido?
-Agora!?Claro!
As duas desceram e foram saindo,mas bem neste instante:

-Olá minha fofucha!Deixa a titia apertar a bochechinha da Flavinha!Onde o bebê da titia vai?
-Ugh!Vou na casa da Carla!
-Então até logo fofuchinha, a titia vai fazer bolinho!
-Tá.(Eca mãe, detesto os bolos dela!)

Flávia escolheu um vestido lindo!Todo rosa com rendas brancas e uma tiara branca e rosa.Uma meia calça branca e sapato de fivela branco.Comprou também uma bolsa rosa e branca onde colocou tudo dentro.
Quando Flávia saiu de casa para a festa, estava com um vestido verde com flores amarelas de miolo rosa e um sapato vermelho de bolihas rosa.Mas ao chegar à festa trocou de roupa e encontrou suas amigas Carla,Shani e Andrelise.Todas estavam bem elegantes,Andrelise tinha feito até mechas no cabelo.Todas tinham seus parceiros.

-Garotas, esse é o Lino.-Disse Carla.
-Esse aqui é o Tony.-Falou Shani.
-E este é o Ed.-Disse Andrelise.
-E o seu Flávia?

Neste mesmo instante Augusto chega.
-Olá pessoal!Nossa Flávia,tu caiu do céu ou São Pedro te mandou aqui?

As amigas de Flávia estavam morrendo de inveja,pois Guto estava até de terno.
Flávia pensou para si mesma:

-Ainda bem que minha tia escolheu um presente razoável, um porta-retrato.

Flávia puxou Augusto para um canto e disse:

-Isto é para ti porque eu fiquei sabendo que teu aniversário de dezoito anos foi dia três de setembro.

Augusto abriu o presente e gostou muito, e então os dois se olharam cm um olhar diferente...
Quando chegou a hora de ir embora Flávia pediu a Augusto que lhe levasse em casa, já que Guto tinha um carro.
Ao chegar à casa de Flávia , Guto parou o carro e Flávia lhe deu um abraço, e pelo maio do abraço escapou de um delse um beijo.
Depois de uma mês eles nunca mais se desgrudaram e depois de seis anos eles já estavam casados.
Bem , e a tia Lurdinha?Ganhou dois sobrinhos para paparicar:Marina e José Augusto.



Comentário:Poxa vida!Será que naquela época eu não conhecia uns nominhos melhores para dar para minhas personagens?

Bom,espero que tenham gostado...
Abracinhos da Miss Purple

Tudo que é sólido etc etc...

Ei, dêem uma olhada nesse programa da tevê cultura:
http://www.tvcultura.com.br/tudooqueesolido/secoes/episodios/
Eu fiquei boquiaberta quando descobri, porque a Tereza (a personagem principal) pensa igualzinho a mim(com mínimas diferenças)!
Parece até que alguém andou me observando e depois me copiou e fez isso aí...
É muito tri, mas acho que eles podiam ter aproveitado melhor a sua meta.
Mesmo assim vale a pena assistir, e até o nome parece coisa minha, eu que gosto de pôr uns nomes nada a ver mas com sentido...
Para quem gosta de ler, ou simplesmente gosta de literatura, esse programinha é ideal, e se tu tem dificuldade em literatura, isso aqui também ajuda um monte.
"Tudo o que é Sólido Pode Derreter" com certeza é algo que vale a pena assistir zilhões de vezes...

Bom proveito!
Miss Purple

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Psiu!!

Se alguém descobrir alguma história interessante sobre piratas ou grandes embarcações antigas, por favor, podem me mandar por e-mail, que prometo que depois publico tudo o que for interessante sobre minhas pesquisas aqui...
=D

Só para dar um gostinho ( é velho, mas e daí? É interessantíssimo...):
Santy Anno

I thought I heard the Old Man say
Heave away, Santianna!
He'd give us grog this very day.
All on the plains of Mexico

O! Santianna fought for fame!
Away Santianna!
And Santianna gained a name
All on the plains of Mexico!

Mexico, Mexico,
Away Santianno!
Mexico is a place I know!
All on the plains of Mexico!

O! Santianna had a wooden leg
Heave away, Santianna!
He used it for a cribbage peg
All on the plains of Mexico!

Chorus:
Heave her up, and away we'll go
Heave away, Santianna!
Heave her up, and away we'll go
All on the plains of Mexico

O! Santianna fought for his gold
Heave away, Santianna!
The deeds he did have oft been told
All on the plains of Mexico

Chorus

O! Santianna gain'd the day,
Heave away, Santianna!
He gain'd the day at Molly-Del-Rey*.
All on the plains of Mexico

Chorus

He won the day at Molly-Del-Rey,
Heave away, Santianna!
And General Taylor he ran away.
All on the plains of Mexico

Chorus

O! Santianna fought for his life,
Heave away, Santianna!
He gained his way in the terrible strife.
All on the plains of Mexico

Chorus

O! Santianna's men were brave,
Heave away, Santianna!
Many found a hero's grave.
All on the plains of Mexico!

Chorus

O! Santianna's day is o'er,
Heave away, Santianna!
Santianna will fight no more.
All on the plains of Mexico!

Chorus

O! Santianna's day is gorn,
Heave away, Santianna!
We left him buried off Cape Horn.
All on the plains of Mexico!

Chorus

We dug his grave with a golden spade,
Heave away, Santianna!
And marked the spot where he was laid.
All on the plains of Mexico

We're sailin' 'cross the river from Liverpool,
Heave away, Santy Anno.
Around Cap Horn to 'Frisco Bay,
All on the plains of Mexico

Chorus:

So, heave her up and away we'll go.
Heave away, Santy Anno.
Heave her up and away we'll go.
All on the plains of Mexico


There's plenty of gold, so I've been told.
Heave away, Santy Anno.
Plenty of gold so I've been told.
All on the plains of Mexico


Chorus

Well, back in the days of forty-nine.
Heave away, Santy Anno.
Back in the days of the good old times.
All on the plains of Mexico


Chorus

When Zacharias Taylor (U.S. general) gained the day.
Heave away, Santy Anno.
He made poor Santy run away.
All on the plains of Mexico
.
General Scott and Taylor, too.
Heave away, Santy Anno.
Made poor Santy meet his Waterloo.
All on the plains of Mexico
.
Santy Anno was a good old man.
Heave away, Santy Anno.
Till he got into war with your Uncle Sam.
All on the plains of Mexico

Chorus

Maximilian's daughter has my love,
Heave away for Santy Anno!
Maximilian's daughter has my love,
Heave away, my lads, for Mexico!

And I left my love in Laguna town,
Heave away for Santy Anno!
And I left my love in Laguna town,
Heave away, my lads, for Mexico!

Chorus

And when will I see Laguna's shore?
Heave away for Santy Anno!
And when will I see my love once more?
Heave away, my lads, for Mexico!

Santy Anna gained the day
Away Santy Anno
Santy Anna gained the day
All on the plains of Mexico

Mexico, oh Mexico
Away Santy Anno
Mexico is a place I know
All on the plains of Mexico

Them yaller girls I do adore
Away Santy Anno
With their shinin' eyes and their cold black hair
All on the plains of Mexico

Why do them yaller girls love me so
Away Santy Anno
Because I won't tell them all I know
All on the plains of Mexico

Them Liverpool girls don't use no combs
Away Santy Anno
They combs their hair with a kipper backbone
All on the plains of Mexico

When I was a young man in me prime
Away Santy Anno
I knocked them scouse girls two at a time
All on the plains of Mexico

Times is hard and the wages low
Away Santy Anno
It's time for us to roll and go
All on the plains of Mexico


Eu acho que ouvi o que o Velho Homem disse
Içar Santianna
Ele deixou-nos grogues por muitos dias
Tudo nas planícies do México!

O! Santianna lutou por fama
Içar Santianna
E Santianna ganhou um nome
Tudo nas planícies do México!

México, México,
Içar Santianna
México é um lugar que eu conheço
Tudo nas planícies do México!

O! Santianna tinha uma perna de madeira
Içar Santianna
Ele a usa para se manter em pé
Tudo
nas planícies do México!

Refrão:
Velas içadas e vamos em frente
Içar Santianna
Velas içadas e vamos em frente
Tudo
nas planícies do México!


Içar Santianna
O que ele fez freqüentemente é lembrado
Tudo nas planícies do México!

Refrão:
Velas içadas e vamos em frente
Içar Santianna
Velas içadas e vamos em frente
Tudo
nas planícies do México!

O!Santianna ganhou o dia
Içar Santianna
Ele ganhou o dia no Molly-Del-Rey
Tudo nas planícies do México!

Refrão

Ele ganhou o dia com o Molly-Del-Rey
Içar Santianna
E o General Taylor se afastou
Tudo nas planícies do México!

Refrão
O!Santianna lutou por sua vida
Içar Santianna
Ele ganhou desta forma na terrível disputa
Tudo nas planícies do México!

Refrão:
Velas içadas e vamos em frente
Içar Santianna
Velas içadas e vamos em frente
Tudo
nas planícies do México!

O!Homem Santianna foi corajoso,
Içar Santianna
Muitos encontraram uma sepultura de herói
Tudo nas planícies do México!

Refrão

O!Dia de Santianna terminou
Içar Santianna
Santianna não vai mais lutar
Tudo nas planícies do México!

Refrão

O!Dia de Santianna é ensangüentado
Içar Santianna
Nós o enterramos fora do Cabo Horn
Tudo nas planícies do México!

Refrão

Nós cavamos sua sepultura com uma pá dourada
Içar Santianna
E marcamos o local onde o deixamos
Tudo nas planícies do México!


Estávamos navegando através do rio para Liverpool
Içar Santianna
Em volta do Cabo Horn á Baía de São Francisco
Tudo nas planícies do México!

Refrão:
Velas içadas e vamos em frente
Içar Santianna
Velas içadas e vamos em frente
Tudo
nas planícies do México!

Então, içar velas e vamos em frente
Içar Santianna
Içar velas e vamos em frente
Tudo
nas planícies do México!

Havia abundância de ouro, como eu disse
Içar Santianna
Abundância de ouro, como eu disse
Tudo nas planícies do México!
Refrão

Bom, voltamos dentro de quarenta e nove dias
Içar Santianna
Voltamos como nos velhos e bons tempos
Tudo nas planícies do México!

Refrão:
Velas içadas e vamos em frente
Içar Santianna
Velas içadas e vamos em frente
Tudo
nas planícies do México!

Quando Zacharias Taylor ganhou o dia
Içar Santianna
Ele fez o pobre Santy ir embora
Tudo nas planícies do México!

General Scott e Taylor, também
Içar Santianna
Fizeram o pobre Santy conhecer seu Waterloo
Tudo nas planícies do México!

Santy Anno foi um velho homem bom
Içar Santianna
Até que combateu na guerra com seu Tio Sam
Tudo nas planícies do México!

Refrão:
Velas içadas e vamos em frente
Içar Santianna
Velas içadas e vamos em frente
Tudo
nas planícies do México!

A filha de Maximiliano é meu amor
Içar para Santianna
A filha de Maximiliano é meu amor
Em frente, minhas senhoritas, para o México!

E eu deixei meu amor na cidade de Laguna
Içar para Santianna
E eu deixei meu amor na cidade de Laguna
Em frente, minhas senhoritas, para o México!

E quando verei o litoral de Laguna
Içar para Santianna
E quando verei meu amor mais uma vez?
Em frente, minhas senhoritas, para o México!


Santy Anna ganhou o dia
Partiu Santy Anno
Santy Anna ganhou o dia
Tudo sobre as planícies do México

México, oh México
Partiu Santy Anno
O México é um lugar que eu conheço
Tudo sobre as planícies do México

Me despedi das meninas de Yaller que adoro
Partiu Santy Anno
Com seus olhos brilhando e seu cabelo preto e gelado
Tudo sobre as planícies do México

Por que as meninas de Yaller me amam tanto
Partiu Santy Anno
Porque eu não vou dizer-lhes tudo que eu sei
Tudo sobre as planícies do México

As meninas de Liverpool não usam nenhum pente
Partiu Santy Anno
Elas prendem seus cabelos com uma espinha dorsal de salmão
Tudo sobre as planícies do México

Quando eu era um jovem grumete
Partiu Santy Anno
Golpeei duas meninas de Scouse de uma só vez
Tudo sobre as planícies do México

O tempo é curto e a recompensa é baixa
Partiu Santy Anno
É hora de manobrar e partir
Tudo sobre as planícies do México

By Miss Purple

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Horizontes Distantes - Rosa de Saron (crítica)

Acho que o último cd do Rosa de Saron ficou muito bom, apesar de não parecer nada com o que eles estão acostumados a tocar.
Foi uma inovação que eu realmente não esperava, mas deveria, afinal eles já haviam mudado desde a época que o Tchelão saiu e entrou o Guilherme.
Esse novo cd trouxe músicas mais puxadas para esse rockzinho que está em moda hoje em dia e que não recordo como é o nome (será o tal hardcore?).É bom porque com essa moda e esse estilo novo, até  mesmo das poesias das composições, atrairá ainda mais os jovens que estão cada vez mais sendo atraídos por aquilo que "está bombando".

Porém, apesar de tudo isso ser muito bom por um lado, é ruim por outro, afinal, quem não é de "seguir a febre" acaba notando a diferença enorme que a banda sofreu e assim acaba se decepcionando (o que foi o meu caso, mas eu como sou eclética depois me acostumei e gostei...).
Além do mais acho que o Rosa fugiu um pouco daquilo que eles objetivavam, porque achei as músicas um pouco bagunçadas em seu propósito: eles querem evangelizar e falar de Deus ou querem servir de mera auto-ajuda? É claro que as músicas estão de acordo com o tema do álbum "Horizontes Distantes", mas elas não estão de acordo com o objetivo da banda.
As músicas já não estão mais ungidas como eram antes, e talvez até nem tenham mais uma história, parecem músicas feitas com pressa para alcançar o objetivo do contrato feito com a Som Livre (os produtores do cd). 

Confesso que foi uma grande decepção este último cd, mas como a esperança é a última que morre, eu espero que eles voltem a ser o que eram, fazendo músicas para levar o jovem pro caminho de Deus, e não simplesmente para livrar os jovens das suas "deprês" passageiras...

Bjinhusss
Miss Purple

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Recomeçar a Blogar

Gente!!
Tenho uma ótema notícea para vocês que perdem tempo lendo blog(não se preocupem, esses erros são de propósito para ilustrar minha empolgação).
Eu como sou muito f** (oh! Raquel! Tu "teclando" essas coisas???) entrei no meu blog antigo e recuperei todas as minhas postagens.Agora pretendo reeditá-las nesse blog novo (eu disse que era um blog novo que era velho...vocês não acreditam em mim...).
E sabe do que mais?Azar se tu já tinha lido, já que tu perde tempo lendo essas bobagens de blog (parabéns!não desista e tornar-se-á um grande homem (ou mulher)) ,porque não relê-las?
E depois, acho que esse blog vai ficar mais "entrável" que o outro, então resolvi dar uma segunda chance para os blogueiros que ainda não leram essas postagens incríveis que eu fiz (ih, já se achou!)...


E para começar com tudo (urgh!Que expressão horrível), eu sugiro a reedição desse texto:

Não sou escritora!


Porque digo que não sou escritora: o fato é simples, um escritor deve respeitar as normas de escrita, o que não sou muito de acordo, já que a escrita é uma arte e toda arte deve ser respeitada da forma como é apresentada.
Eu amo escrever, mas não seria capaz de publicar um livro meu, afinal não preciso de nenhum editor chato me falando que eu não pnho o parágrafo corretamente, ou que tal palavra não existe, ou que eu misturo primeira pessoa com terceira e etc.
Eu escrevo o que eu sou e é por isso que a maioria das pessoas não entendem o meu jeito de escrever.
O que tem de mais escrever "geito"?
Se eu achar bonito escrever assim quem vai me impedir? Minha professora de redação?
Está bem, na hora da prova até que tudo bem, fazer o quê, não tem jeito, mas em meus livros eu escrevo do jeito que eu quiser.
E eu acho que se não gostassem do meu jeito de escrever o pessoal não me diria para publicar os meus escritos...

Porque eu não publico? Simples, porque não quero me ver toda retorcida pelos críticos literários e tudo o mais...

Quase fiquei louca na minha aula de literatura quando analisamos "A Hora da Estrela" de Clarice Lispector e minha professora disse que Rodrigo escreveu sobre "a forma de se escrever".
Até aí tudo bem, mas fiquei fula da vida quando ela disse que o personagem Rodrigo era a própria Clarice tentando falar de sua dificuldade de escrever!
A própria Clarice, imaginem só!
Rosana (minha professora) não entendeu que Rodrigo é um personagem independente, que aliás nem escritor é?
E depois, quem disse que a Clarice era como Rodrigo? Quem disse que ele sentia a mesma coisa que ela?
Pode até ser isso mesmo, mas quem falou que é assim?
Foi a Clarice que levantou do túmulo e disse isso?
Quem foi o tonto do crítico que chegou a esta conclusão?
E o pior de tudo é que fui conferir em minha apostila se era a Rosana que tava doida ou se eram os críticos, mas cheguei à conclusão que a Rosana é muito sã e que os críticos literários deveríam experimentar escrever mais histórias ignorando essas regrinhas bestas e básicas para se tornar um escritor consagrado.

POis bem, passada a minha raiva e inconformismo quanto à pobre Clarice, quero dizer como me classifico quanto a esse mundo da escrita: Eu sou uma " escrevedora", e não uma escritora.
Amo escrever, escrevo do meu jeito e até aceito que me critiquem, mas o que não permitirei jamais é que me digam comop devo escrever.
Se eu for escrever de outro jeito não serei mais eu, então deixo claro que se tu se incomoda com meu jeito de escrever, não leia ué!
Ninguém o obriga!
Só não me encha a paciência e se quiser um conselho, tente se livrar dessas estúpidas regras de escrita, tu vai ver como tu será muito mais feliz contigo mesmo e com teus personagens...

Boa escrita...

Rack Star
(Desculpa aí,mas não consegui tirar essas marquinhas roxas que vieram junto com as postagens do outro blog...raios!!!)

domingo, 21 de novembro de 2010

Independência ou Morte!

De repente cheguei nesta idade que quero independência!
Mas uma independência que não pode ser definida como tal...
Cresci, mas não quero deixar de ser criança.Vou para a faculdade, mas não quero sair de casa.Quero uma namorada, mas não quero largar meus pais...

Como resolver tudo isso?

O segredo é respirar fundo e dar um passo de cada vez.
Se você chegou nesta fase, parabéns! Mas vá com calma...
Isto é normal para todo mundo, é só saber lidar.
Começe pensando assim: daqui para a frente sou eu que mando em mim, portanto tenho que pensar como um adulto (eu sei, Raquel, que você vai me linchar por causa disso, mas é verdade).
Bom, eu tenho uma amiga que está nesta fase, e ela fala que para alcançar a independência dela ela se imagina dona da própria casa, do próprio bichinho de estimação, da própria roupa que tem que lavar...e assim ela vive sem precisar que os pais dela tomem conta dela.Ou seja, ela é independente!

E ela tem um jeito próprio de alcançar sua independência...Para mim independência não é sair de casa, começar a dirigir, entrar na faculdade...independência é muito mais do que isso...é  saber tomar decisões sozinho, vencendo seus próprios medos, timidez, insegurança...
Muito mais do que tentar ser independente, é preciso ter coragem de vencer os medos.
Até então você era um(a) garotinho(a) nas saias da mãe que te protegia, mas derepente sua mão largou você nesse mundo assustador...
O que quero dizer com todo esse enrola e desenrola é que não adianta você querer ser independente dos outros antes de  ser independente de si mesmo.
Então, como diz a Raquel, "acumule um pouquinho de coragem por dia, marque um dia no seu calendário e dê o primeiro passo bem nesse dia!"
Olha minha gente, tanto o método da Raquel quanto o da minha outra amiga (que por sinal se chama Menipo) funcionam legal, e os dois juntos melhor ainda!
O importante é você guardar bem isto: primeiro é preciso ser independente de si mesmo, para depois ser independente dos outros.

Eu não sou nenhum psicólogo pra lhe ajudar, mas se você seguir um pouco eses "métodos de independência" eu garanto que você vai se sentir que nem Dom Pedro II, pelo menos um pouco...

Boa sorte!!
By Tulus dos Sonhos

sábado, 20 de novembro de 2010

Oieeeeeeeeeee

Bem, só para não dizer que não tem nada nesse blog (porque ele é novo mas é velho), vou escrever qualquer bobagem, porque se você seguia meu antigo blog (o totatca.blogspot.com, que deu pau), você sabe exatamente como é que eu escrevo aqui e como é super importante escrever "qualquer bobagem"...
Vou escrever aqui também porque se eu disser pro meu irmão entrar no blog e não tiver nada escrito, ele desiste de vir procurar aqui (mentira, eu sei que tu não faz isso Fre).
Bom...como boa escrevedora vou contar uma coisa super legal : eu agora estou fazendo conservatório musical de viola e estou progredindo muito, até mais do que o professor espera.
No coral também estou muito avançada, até ajudando a turma toda a "dar as entradas", e ontem eu fiz prova e tirei dez (Iupiiii!Urraaaa!!! Uebaaaaaa!! Yeeeesss!!!).
Se Deus quiser vou começar a fazer equitação com minha amiga (Deus: queira, tá?) e estou com uma meta de vida: "seja menos tímida e mais sociável ; seja independente".
Tive que fazer essa meta porque eu vi que eu tava ficando verde de bolor que nem o Visconde de Sabugosa, do Sítio do Pica-Pau Amarelo e além disso eu tenho pensado sériamente no meu longinquíssimo futuro (namorar, casar, virar mamãe, ser família missionária e etc...) e não posso ficar dependendo só do Tulus(I'm sorry my love!!!).
Enfim...Nada disso importa! (lembram?? - "Divas no Divã" - assistam, vocês PRECISAM), isso tudo não é nada interessante, eu sei, mas pode ser que seja um bom "começo de blog", não acham?
Eu sei, eu também não acho, mas eu prometo que depois melhora...não desistam de mim por causa dessa postagem boba e sem criatividade, eu garanto que vocês vão gostar desse blog (e se isso não convencer, tentem dar uma olhada aqui : totatca.blogspot.com. Eu não sei se vocês vão conseguir entrar, mas tentar não custa nada...)
Uns beijinhos bem molhados nas suas bochechas gordas (nada contra quem tem bochechas magras...).
Té mais...
By Miss. Purple

Bem vindos de volta!!

Bem vindo ao meu novo velho blog...
Prometo que esse vai ser igual o outro e esse vai dar certo...
beeeeeeeeeeeeeeeeijo!!!