domingo, 5 de dezembro de 2010

Gardner X Doyle

Eu sei caros leitores que eu não deveria estar comparando o ilustríssimo Sherlock Holmes a ninguém mais, mas eu preciso fazer isso...

Talvez vocês nunca tenham ouvido falar de Erle Stanley Gardner, um advogado de Massachussets que cansado de viver apenas como advogado resolveu dedicar-se também à literatura.

Ele foi o criador de Perry Mason, um grande advogado-detetive criminal.
Escreveu 80 livros da série Perry Mason que mais tarde se tornou um seriado da tv ,nos EUA, sem contar os tantos outros livros de outros detetives que escreveu.
Ele batia o recorde de cinco livros por ano, e terminou sua vida com mil e tantos livros escritos!

Perry Mason chega muito perto de Sherlock Holmes, pois se utiliza de táticas muito semelhantes em seus casos, mas com grandes diferenças se comparado à Holmes.
 
Primeiro porque Sherlock Holmes tem um ar super sério e misterioso(se bem que depois daquela droga de filme que estreou em 2010 acho que alguns não concordarão com isso...), já Mason é bem mais divertido, leva tudo em tom de brincadeira e é um tanto engraçado.
Depois, Sherlock era muito mais "ocupado" com coisas que não tem nenhuma ligação com sua profissão(por exemplo, ele era botânico, tocava violino, fazia experimentos químicos...), já Mason não faz nada além de ser advogado-detetive.
Quanto aos assistentes e amigos: bem, Holmes tinha o fiel Watson, que era médico e o Inspetor Lestrade, que até hoje eu não sei se Holmes admirava ele ou o detestava...
Já Mason tem como assistente Della Street, sua fiel secretária(que não faz muita coisa é verdade, só atende o telefone e às vezes tem que passar por situações BEM embaraçosas para ajudar o seu chefe); Paul Drake, seu grande amigo detetive(e esse é detetive mesmo, e não advogado, e aliás, assim como Della, o coitado aqui também passa por situações nada agradáveis); o Sargento Holcomb, que está sempre querendo prender Perry por achar que ele está infringindo a lei com seus métodos detetivescos de defender seus clientes; o Promotor de justiça Hamilton Burguer(que eu carinhosamente chamo de Ham Burguer), que sempre acaba ficando do lado de Mason no tribunal e finalmente o Juíz Winters, que só aparece no final do livro, no tribunal.

Outra grande diferença entre esses dois é que ao contrário de Holmes, Mason não possui um arqui-inimigo(o Camaleão, ou Professor Murriart, arqui inimigo de Holmes).

E depois, Sherlock era inglês, e Mason é americano(apesar de Gardner nunca citar o nome da cidade onde ocorrem os romances, mas pode-se deduzir pelos nomes das suas personagens e os locais onde se desenvolve o enredo).

Posso dizer então que Perry Mason alcança sim Sherlock Holmes, porém Holmes não é melhor que Mason e Mason não é melhor que Holmes.Os dois andam juntos,são paralelo um do outro.
 
Quem gosta de Doyle com certeza vai gostar de Gardner, vale a pena procurar, mesmo que seja muito difícil, porque é um autor raríssimo, e se alguém quiser procurar e encontrar alguma coisa(por favor, façam isso!), me avisem, tá legal?

Beijinhos para todos e boa leitura!
Captain Purple

Explicação de quem sou para o Jacobo

Não há uma explicação para dizer quem sou.
Eu sei que vivo no mundo da lua porque eu leio demais, e então o livro "penetra" em mim ou eu "penetro" nele e ai ai ai para me tirar de lá...(entendem...?)
É só o que posso dizer sobre esse comportamento tão fictício que me compõe...
Agora, se alguém quiser me criticar, chamar de louca e essas coisas babacas todas, tô nem aí, sou feliz assim e não vou mudar por causa de um alguenzinho sem cultura (mas ainda bem que o pessoal que pensa todas essas coisas de mim nunca disse, guardam só no pensamento,os covardes).
O importante não é QUEM sou, o importante é eu arrumar um jeito de ir vivendo conforme a vontade de Deus nesse mundo, pois tudo é para glória d'Ele...