domingo, 13 de fevereiro de 2011

A minha vida por água abaixo

--Decisão--

"Eu me perco!
Eu me perco!!
Estou aqui e todo mundo está lá.
Posso voltar?
Acabou a história..."

Sabe, estou num dilema que terminantemente me assombra (terminantemente? Legal!!!)!
É que como se pode observar, alguém aqui ADORA escrever...E sabe o que acontece então?
Fico assim , sem saber o que quero da vida!
(Calma gentens, eu explico...)
Eu sou uma garotinha (e não queira me provocar dizendo"garotinha?Mas tu já tem dezoito anos", é um aviso...) que ainda não me decidi sobre o que vou fazer o resto da minha vida (vestibular, faculdade, vida social e vida amorosa, etc...).Por mim, ficava o resto do meu "brevíssimo segundo" de vida morando com papis e mamis, onde não preciso enfrentar a vida "além-toca"( quem me conhece sabe do que estou falando...) e posso ficar decorando meu quarto com um monte de bobagens pela parede, onde posso ficar "brincando de barbie" (com dezoito anos? É sim, e daí?????!!!!!), colecionando nomes e ouvindo música enquanto jogo "The Sims".
Mas infelizmente não é assim (tem bastante parêntesis aqui né?) e preciso me decidir logo quem eu quero ser (é claro que não é por causa do sistema que tenho que tomar essas decisões, mas é por que eu não gosto de ficar enrolando em assuntos que podem ser resolvidos rapidamente.Brevíssimo segundo, lembra?-E outro parêntesis aqui!!Vivaaaa, sou fã!!!!), então decidi começar assim: classificando os meus interesses.
E foi aí que embirutei de vez, já que eu sou uma menina cheeeeeeeeiaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa de interesses!
Mas, chega de abobrinhas, e chuchus, e cenouras, e batatas...(eu também sou fã de reticências...)
Eu tentei me encontrar em biologia, porque eu adoro estudar taxonomia e essas coisas.Num deu.
Eu tentei me encontrar em teatro, porque eu adooooooro atuar (apesar de eu ser tímida até comigo mesma, acreditem).Num deu tambein.
Tentei me encontrar em pedagogia ou pediatria, porque afinal eu sou uma "aeternum enfant".Tambein num fiquei filix...
Quando eu tava quaaaase desistindo (na época que eu fui miraculosamente admitida no conservatório), comecei a amadurecer mais para a vida e me dei conta daquilo que eu realmente gostava mas não conseguia enxergar por causa da pressão psicológica que a minha escola me induzia (foi mal, escola, mas é verdade)!
Comecei a perceber que eu gostava de música, que eu não parava de cantar o dia todo, que eu irritava as pessoas porque ficava cantando o tempo todo, que eu gravava as musiquinhas dos desenhos que eu assistia quando era criança...
Percebi também que eu adorava escrever, que eu vivia escrevendo NO MEU BLOG, que eu adorava ficar inventando personagens, que eu colecionava nomes e devorava dicionários, que eu amava loucamente um bom livro, que eu tinha um diário para cada área da minha vida, que eu me ocupava em escrever um monte de listas bobas que não tinham nenhuma utilidade, que eu adorava um cursinho de línguas, que eu amava saber de onde vieram as palavras, que eu já havia escrevido (ou escrito?) um livro...
Aí percebi que finalmente eu estava me decidindo: quanto à música? Comecei a cantar na igreja, daí eu já fazia aula de violino e tinha meio que um perfil musical, então fui admitida lá no conser (modo fofis de dizer "conservatório").Problema resolvido!
Mas e quanto à minha paranóia de escrita e criatividade? Simples, eu fiquei esse ano sem fazer facul pra decidir mesmo o que eu queria ser, e acho que estou cada vez mais próxima dessa decisão!
Olha só, eu já sei que quero fazer facul de Letras, quero trabalhar em uma editora. Agora só falta conversar com um profissional, escolher exatamente o que quero fazer neste resto de vida, escolher uma facul, e vencer o medo de sair de casa sem saber se virar (só, ela diz!!).O pior já foi, agora é só se lançar!

Bom, eu cansei de jogar minha alma pela janela (do computador), e também enjoei desses parênteses e reticências...(hum, sei!). Então, quando estiver mais decidida volto aqui para encher meu blog com um pouco mais de suspiros (swihfht).
Por hora, vou checar minhas coleções de nomes e procurar palavras interessantes em algum dicionário...

(Sim, tinham que ser cores especiais porque é uma post especial...)

Beijokinhas

(...Captain Purple...)

Nenhum comentário:

Postar um comentário