quinta-feira, 19 de maio de 2011

Milena Sardela - Lugares Estranhos(Cap.3)

O tubo fazia uma volta e logo após uma descida.

-Áááááá!
-Ufh!Obrigada por amortecer a queda Sira (Sílvia Rabanete)!
-De nada, ui!
-Tu sabes onde nós estamos?
-Não faço a mínima!
-Olhe!Lá tem um pessoal, vamos perguntar.
-Por favor?Ei!Tu não estás ouvindo?Parecem estátuas!
-Sim, são estátuas!
-Ã?Quem disse isso?
-Eu!Prazer, Arquibaldo.
-Oque? Sr.Cucamonga?-perguntou Sira.
-Sim, eu.
-Assassino!Onde está Beatriz?
-Calma Milena, ele parece ser boa pessoa.
-E é...
-Q-quem és tu?Tu és linda!
-Olá!Sou Beatriz, a seu dispor.
-Beatriz?!O Sr.Cristhi está louco da vida te procurando!
-Oh, não!Papá me procurando?
-Ele é seu pai?
-Sira!E...qual o problema de ele te procurar?
-É que ele vai querer prender meu professor, o Sr. Arquibaldo.
-Ele é seu professor?De que?Porque ele te raptou?
-Ele não me raptou, eu fugi!
-Fugiu?Mas porque?
-Meu pai não queria que eu dançasse, o Sr. Arquibaldo se ofereceu para ser meu professor, mas meu pai não quis...
-Ãn!A Sherckried disse que tu já foi raptada antes...
-Sim, um antigo vice-imperador de meu papá raptou-me porque ele queria ser dono do império de papá.
-Ahn!E o que eram aquelas estátuas?
-Armadilhas.
-Armadilhas?
-É, para distrair meu papá.
-Nossa!Coitado!
-Ele bem que merece, não é minha Beatriz?
-Ahn...Não penso assim Sr.Arquibaldo.Ele é meu pai...
-Bem...quem sabe eu posso conversar com o Sr.Cristhi?
-Boa Misa!(Milena Sardela)
-Não!Por favor!Papá não deixará...
-Mas...Tu não podes ficar aqui para sempre!
-Mas...Ele não compreenderá!Já estou aqui há um mês!
-O que?E ele só notou agora?Que irresponsável!
-Ele sempre anda bem ocupado e além do mais, estou bem aqui.

E então, neste momento...
Calop, calop,calop...

-Soldados!Sr.Arquibaldo,esconda-se!
-Mas Beatriz, tu também deves te esconder!
-E vocês?
-Diremos que não encontramos vocês, vá!
Agum tempo depois, o batalhão chegou.
-E então?Viu alguém?
-N-não senhor,n-ninguém.
-Oh!Minha pobre joinha!
-Papá!Preciso conversar!
-Beatriz!!!


-Minha jóia!
-Papá eu...
-Onde ele está?Ele a machucou?Oh!Pobrezinha, eu vou prendê-lo!Você vai fi...
-Não!Ele não me fez mal, ele está me ajudando a...
-A...?
-...a dançar, papai!
-Oque?!!
-Sim, ele não me raptou, eu fugi!
-Oh!Não pode ser...Você é...era minha jóia mais preciosa...
-Eu sinto muito...mas a culpa é sua, tu não me deixou dançar...
-É, eu não queria que te machucasse, e aconteceu ao contrário...faça o que quiser, eu já não tenho mais minha jóia...
-Papá...tu estás me abandonando?
-Ué, tu mesma fugiu!
-Eu sinto muito...eu só queria dançar.
-E eu só NÃO queria que tu dançasse!Se pelo menos fosse alguma outra aula...
-Oh!O que será de mim agora?
-Eu vou prendê-lo, não se preocupe!

E então, Beatriz começa a chorar...




Bom, caríssimos leitores desse blog...considerem que este livro que tô passando para cá foi escrito quando eu tinha só onze anos, portanto me desculpem algum errode gramática ou de escrita...
Se vocês quiserem minha auto-opinião, eu acho que o texto está um pouco confuso, não dá para entender direito quem está falando o quê e nem o que está realmente acontecendo...
Mas não se preocupem, eu tenho aprimorado minhas técnicas de escrita e espero que em breve eu possa lhes mostrar algum livro que estou escrevendo hoje em dia, para vocês e até eu mesma comparar os dois livros e ver como anda a minha evolução no mundo das palavras...
Esperoque tenham gostado, em breve escrevo os outros capítulos do meu primeiro livrinho, o "Milena Sardela".
Tchau, bjusss

Captain Purple

Um comentário:

  1. mesmio siem inspiracião paira coimentar qualquier coisia aiqui, eiu vio teinta escriever algiuma coisia: o texto ta mesmo confuso, oba, quero mesmo ler outro livro teu, posta logo o resto desta hostóriaaaaa!!!! Bj, love u @-,-`|

    ResponderExcluir