terça-feira, 10 de maio de 2011

Milena Sardela-No Lugar(Capítulo 2)

Milena e Sílvia estavam se apertando em meio às malas.
-Ai!Pelo jeito vamos demorar dias para voltar!
-Ora Sira, não reclame, tu é que quisestes vir!
-Eu não a deixaria vir sozinha.
-Ai!Tu me beliscastes!
-Eu?Eu nã...
E neste momento...
Nhééééé
-Sílvia, Milena?O que fazem aqui?-Diz Scherkried.
-Foi idéia da Misa!Eu não tenho nada a ver!
-Tudo bem, mas vocês tem que se cuidar!
-O que há de perigoso nesta maravilha?-Perguntou Milena.

O lugar onde eles estavam era uma sala sem portas nem janelas, a única janela que havia era do tamanho da cabeça de Sira, mas o lugar era fresco e arejado.

Em suas paredes, uma pintura azul,cheia de nuvens brancas e estrelas amarelas.
O teto, totalmente preto, e o chão todo de vidro, mas impossível enxergar o que existia embaixo dele.
-Este é o seu hotel!-Disse Presente.
-Mas e as camas!?-Disse Rabanete.
-Elas estão guardadas, só precisamos usá-las à noite.-Disse Querosene.

Todos foram dormir, já era tarde.
No outro dia, quando Sira acordou, viu que só sua cama, a cama de Milena e as malas estavam ali, e é lógico, Milena também.
-Milena,Milena!
-Ã?Uáááá...que aconteceu?
-Veja!Estamos sozinhas!
-Ã?Onde eles foram?Estamos presas?
-Pelo jeito!Não há portas!
-Como!Devia existir!Como eles saíram?
-Hmmmm!Talvez por...aqui!
-Genial Sílvia!É um botão, deve haver uma passagem secreta.

Sílvia apertou o botão e, logo acima delas...
Broooowwwwww!
O teto abriu-se!E então...
Trááááááá!Uma escada surgiu do chão de vidro.
-Milena!Podemos sair!É um tubo, vamos.

E quando Sílvia já estava no meio do caminho percebeu que Milena não estava junto.
-Milena?Onde tu estás?Milena!!!

Sílvia voltou no quarto e, lá estava Milena, se trocando.
-O que tu estás fazendo?
-Me arrumando,oras!Tu te mandastes na frente!
-Vamos logo, não temos tempo!

E então elas foram...

2 comentários:

  1. Texto muito bem narrado e apresenta um cenário muito bem descrito. Gostei bastante.

    ResponderExcluir
  2. É, sóo que este Jasanf das Cucúias não sabe é que foi escrito por alguém de... 11 anos, né! Adoro esta história e tudo o que tu inventou... Saudade eterna destes lugares mágicos por onde passamos quando crianças... Mas, talvês um dia quando menos esperarmos vamos abrir uma porta estranha num guarda roupa de uma casa de campo e ir dar umas voltas pelo Mundo desconhecido... Bejão!

    ResponderExcluir