segunda-feira, 20 de junho de 2011

De diabética para Diabéticos



Bom se vocês leitores não sabem, sim eu sou diabética!
E aí numa bela manhã de sol(nem sei se tinha sol...) minha querida mamãe me deu a idéia de escrever aqui algumas dicas importantes para pessoas que como eu tem que conviver com a "Tia Bete"...Bom, eu gostei da idéia e acho que vocês também vão gostar(até quem não é diabético, é sempre legal saber essas coisas, vai que um dia você precisa...)


-Leve sempre com você o "kit sobrevivência"(carteirinha de indicação que você é diabético, insulina ou medicamento que você toma, glicosimetro ou aparelho para medir a glicose, saquinhos de glicose ou cinco balas moles, para o caso de alguma hipoglicemia(você pode escolher as balas que você mais gosta, só não vale comê-las sem precisar,hein?)).
-Na hora de comprar um produto "dietético", fique de olho! Procure sempre o selo da ANAD(associação nacional de assistência ao diabético),ADJ(associação de diabetes juvenil)ou SBD(sociedade brasileira de diabetes) e sempre leia os ingredientes! Mesmo que o produto tenha escrito na embalagem "Sem adição de açúcar", procure saber se é verdade; glicose, frutose, sacarose, xarope de glicose e polidextrose também são açúcares!
-Diet não é a mesma coisa que light!Light contém menos gordura, e diet menos açúcar, mas às vezes essas duas palavrinhas se confundem, então mesmo que o produto seja "diet", desconfie, procure o selo de aprovação (ANAD,ADJ ou SBD) e leia os ingredientes!Se caso o produto for dito "diet" mas tiver açúcar, informe o responsável pela distribuição daquele produto(pode ser o dono da loja ou do mercado mesmo...).
-Alguns refrigerantes vêm escritos "bebida de baixa caloria".São de baixa caloria porque geralmente não têm açúcar, então mesmo que não venha escrito claramente na embalagem "sem açúcar", se é de baixa caloria quer dizer que é diet, mas cuidado!Lembre-se de desconfiar de qualquer produto diet/light!(Procurar o selo de aprovação e ler os ingredientes).
-A primeira coisa que você deve fazer quando chegar a qualquer lugar é informar que você é diabético.Lembre-se:Você tem cuidados e direitos especiais(mas não se aproveite disso, hein?).
-Siga as instruções que seu médico lhe dá corretamente(eu sei que é bem chato, mas é bem importante, e você vai agradecer por tudo mais tarde, e além do mais, um diabético que se cuida direitinho pode também exigir seus direitos.)
-Não se apavore: se você é muito doceiro, formiguinha, chocólatra, existe, produtos dietéticos hoje em dia e lojas especializadas nisso( a minha família vive dizendo que produtos diet são mais saborosos, eles não são diabéticos), mas cuidado, você não deve exagerar(aliás, até quem não é diabético não pode exagerar, açúcar faz mal a qualquer um).Informe-se com o seu médico sobre a dieta da contagem de carboidratos(acho que é bem mais fácil seguir essa dieta), até quem não é fã de dieta (assim como eu) acaba gostando dessa idéia (claro, você acaba podendo comer de tudo!).
-Não fique pensando que você está doente, pense que você é uma pessoa normal, e melhor ainda, se você seguir corretamente as instruções de seu médico, você será uma pessoa mais saudável que as pessoas que não têm diabetes!




Bom, espero que isso tenha ajudado um pouco vocês.Eu sigo sempre essas dicas e hoje vivo muito bem com a "Tia Bete"(confesso que às vezes eu ainda saio um pouco da linha, mas hoje graças à Deus eu consigo controlar o meu diabetes sozinha e muito bem!), e não me sinto nem um pouco diferente das outras pessoas que não têm diabetes...
Prometo que eu conto mais sobre minha caminhada como diabética outra hora...Se vocês tiverem mais dicas, perguntas ou sugestões legais sobre esse assunto, podem comentar aqui.É muito importante falarmos sobre isso, pois hoje em dia o número de diabéticos vêm aumentando...Vamos nos ajudar aí gente!
Obrigada, beijos e abraços e brigadeiros diet!
Captain Purple

Um comentário:

  1. Muito bem. Gostei da alcunha dela ''Tia Bete''. Meu avô era diabético, nunca o conheci, se foi cedo demais. Quando era menina ouvia falar muito disso. Pois era um caso único, e hoje parece que alguns filhos dele, desenvolveram isso, ''tia bete 2''. Este era um bom texto para eles. Gosto de estudar sobre isso.
    Gostaria de levar este texto para o meu blog sobre saúde?!

    Um abraço

    http://escreversobresurdez.blogspot.com/

    ResponderExcluir