sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Essas Coisas Acontecem Entre Amigos - Parte 1



Todos os amigos combinaram de encontrarem-se no MARGS, Museu de Artes do Rio Grande do Sul. E lá estavam Rafaela, Ana Paula, Patrícia, Marian, Luís Henrique, André e Fernando, irmão da Rafa.
Como sempre Rafaela começou a ficar boba, falando piadas sem a mínima graça e rindo dela mesma, até que disse:
   - Ah gente, se eu fico muito tempo sem assunto começo a ficar idiota...mals aí.
Então Denny (como era carinhosamente chamado Luís Henrique) teve uma idéia:
   -Já sei, nós vamos à biblioteca, e proponho à Rafa uma aposta:Você vai ter que ficar sem rir ou sorrir até a gente sair da biblioteca.
   -Ok, eu topo!
E assim os sete amigos entraram na aposta, todos tentando fazer Rafaela rir de tudo quanto é jeito: André lhe mostrava um quadro engraçado, Patrícia lhe fazia cócegas, Ana Paula fazia micagens e Denny lhe mostrava livros diversos com títulos absurdos. Mas Rafa se mantinha inabalável, mordendo os lábios para segurar o riso.
Não importava muito o prêmio que ganhariam, só a brincadeira já era  válida.
Em certo momento Denny achou entre as prateleiras um livro, Jane Austen talvez, e Fernando interessou-se muito, dizendo:
    -O número de pessoas que lêem esse livro deveria ser o mesmo que ouve Mendelsson...
E no mesmo momento uma senhora passara pelos amigos, folheara o livro, já depositado sobre a estante e dissera:
   -Hum...já li este...seria mais proveitoso ir para casa ouvir Mendelsson...
Rafa ficou tão feliz com aquela coincidência que quase sorriu, e por isso ficou como muda o resto do tempo. Ninguém acreditava naquela coincidência enorme bem ali diante deles...
Os amigos continuaram passeando por entre os livros, Marian e André estavam muito animados, e a bibliotecária em determinado momento lhes chamou a atenção, por tanta falatória que faziam aqueles dois...
Eis que certa hora, quando estavam Fernando, Rafaela, Patrícia e Denny olhando alguns livros, enquanto Ana Paula, Marian e André se distraíam do outro lado da biblioteca, Denny olha o relógio e diz:
   -Duas da tarde, preciso ir andando porque vou ajudar minha mãe  a efetuar um pagamento. Encontro com vocês depois.
E assim dizendo despediu-se de Pati, de Fer e ao se despedir de Rafaela, preparou-se para beijá-la no rosto, mas eles abraçaram-se, e o beijo foi acontecendo, um beijo não muito longo ,muito molhado e apaixonado...
Rafaela apertou Denny mais ainda contra seu corpo cochichando no seu ouvido, enquanto Pati indignada gritava o que era aquilo:
   - Luís Henrique...Não devíamos fazer isso - dizia Rafa entre o abraço - Principalmente aqui na biblioteca e rodeados de nossos amigos...

Nenhum comentário:

Postar um comentário