terça-feira, 8 de maio de 2012

O Alienígena




Eu vi um alienígena.Pousou sua micro nave no meu jardim.Eu estava com a janela aberta, ele entrou.Curtiu minha música.Leu meu pensamento,viu você lá.Calculou nossas idades e aprovou.Juntou meus sonhos musicais com os seus, e fez um filme.Me fez assistir na tela da sua micro nave.Eu sorri.Ele sentiu no meu coração.E quando eu suspirei, ele escreveu num papel uma língua estranha.Não entendi.Mas ele viu e traduziu: "Você está apaixonada.Tem saudades dele."Acenei que sim.Ele traçou em meu rosto um olhar.Me escapou uma lágrima.Ele escreveu de novo, e traduziu: "você quer voltar para casa?"Escrevi para ele: "não sem meu coração..."Ele estendeu sua mão, eu a segurei e ele falou, pela primeira vez: "Você não é daqui, e uma hora vai ter que voltar...Espero que convença-o a ir junto."Eu entendi...Sorri de novo, e por incrível que pareça,o abracei forte,apertado.Ele se despediu, piscou seu olhinho miúdo cor de abóbora, entrou na nave e disse: "ele também virá,não se preocupe...também não é daqui."Depois fechou a porta, foi subindo até o céu, limpo e estrelado e sumiu entre a grande massa azul-escura.E eu fiquei olhando na janela, tentando contar as estrelas,mas agora mais calma, por saber que um dia vamos voltar, só que juntos...

2 comentários: