segunda-feira, 21 de maio de 2012

O Amor Transborda



Posso esconder a tristeza
na gaveta.
Posso engolir uns sapos,
secar umas lágrimas dos olhos...
Posso morder os lábios de raiva
e até chorar.
Posso reprimir muita alegria
e gastá-la em piadas...
Posso matar a saudade
escrevendo, ligando, rezando...
Mas o amor...ah...o amor...
Não dá pra esconder,
não dá pra guardar,
reprimir, enfiar num saco,
por no vaso e dar descarga,
não dá pra doar, engolir, chorar...
Não dá!
O amor simplesmente transborda...
Enche, enche, enche,enche, enche,enche, enche,enche, enche,enche, enche,enche, enche,enche, enche,enche, enche,enche, enche,enche, enche,enche, enche,enche, enche,enche, enche,enche, enche
e transborda...
E quanto mais se ama,
mais se enche,
mais se transborda,
o amor.

2 comentários: