sexta-feira, 22 de junho de 2012

Aprendiz de Namorada

Eu descobri,
          mas não sei como;
                       foi                                                            sozinha.
A pêra no espelho.
               Suga meus lábios.
                            A bala, a pastilha.
Encontram-seaslínguas,
                      sabor chocolate.
Eu não fui tímida!
Tudo se faz sozinho:
Cafuné e beijo na boca,
abraço e beijo no pescoço...
Mas ganhar flores...
Ah!
É igual beijo na testa...

Nenhum comentário:

Postar um comentário