quinta-feira, 13 de março de 2014

O Melhor Livro do Mundo

Eu, a isolada,
o entojo.
Ai que nojo!
Poeira diabética
embaixo da cama.
Em cima da cama
o choro.
Em cima e embaixo,
embaixo é em cima.
Eu, pedaço de nada,
desmiolada.
Miolos de miojo.
Dentro do estojo,
poeira do lápis,
pontas de grafite.
Escória do resto do mundo.
História de um poço sem fundo.
Eu, pessoa errada,
cabide quebrado,
Maneco Caneco
chapéu de funil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário