terça-feira, 27 de maio de 2014

"Boba Bolada"



Preciso de um tempo
para mim,
para saber o que quero
de mim
para mim.

Preciso me redescobrir
e descobrir
que me cobrir
de auto-piedade
não muda nada
para ninguém.

Preciso parar
para pensar,
ponderar,
perceber,
ver 
para crer
que eu sou
uma pessoa
integral...

Uma chata,
emburrada,
exigente,
amor descrente,
decrescente,
com certeza
indecente.

Entendo que a solução
não está em manter-me
sozinha,
calada,
sofrendo,
anestesiando minha vida
na vida dos outros.

Sou o sumiço,
o pó.
A sujeirinha,
o cisco do olho,
a escória,
a sobra do mundo.
A descoberta de algo ruim.
Quem dera eu fosse
uma parte de mim...

Nenhum comentário:

Postar um comentário