sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Cantiga Simples - Olegário Mariano



Rio, que cantas as mágoas,
Que queres com o teu cantar?
 - Quero levar minhas águas
Até as águas do mar.

Árvore, que ergues os braços,
Que queres a bracejar?
 - Quero galgar os espaços
Para o sol me acariciar.

Nuvem, de cores estranhas,
Que queres a galopar?
 - Quero descer às montanhas,
Vestir montanhas de luar.

Lua feita de incerteza,
Que queres com o teu palor?
 - Quero boiar na tristeza
Dos olhos do teu amor.

Pastor, que sobes o monte,
Que queres galgando-o assim?
 - Quero ver do alto o horizonte,
Que foge sempre de mim.

Estrela, pequena e clara, 
Que queres? Dize, eu te dou.
 - Quero ser a joia rara
Da mulher que nunca amou.

Onda crespa, onda serena,
Que queres no teu vaivém?
 - Beijar a pele morena
Da praia que me quer bem.

Andorinha peregrina,
Que queres de asas ao léu?
 - Quero morar na colina
Mais alta, perto do céu.

Coração, que , em comovida
Marcha, bates, sofredor,
Que queres? Prazer ou dor?
 - "Eu nada quero da vida,
Além da vida do Amor."

Nenhum comentário:

Postar um comentário