quarta-feira, 18 de novembro de 2015

"Tátátá"

Eu só quero cavalgar
E cavalgar
E cavalgar
E cavalgar
E cavalgar
E cavalgar
E cavalgar
E cavalgar
E cavalgar
E cavalgar
E cavalgar
E cavalgar
E cavalgar
E cavalgar
E cavalgar
E cavalgar
E cavalgar
Olha o galope, hop!

"Petrificação"

Estou solidificando novamente.
Vou endurecendo,
solidificando
soliquidificando
me tornando líquida
e gasosamente flutuo
para dentro de mim.
Sólida solidão silenciosa
Sons que são só silêncios
Sussurros gritando urros
Urros sólidos dentro de mim.
Solidão sólida na sola do solo do ser.
Eu.

"Sova"

Estou apanhando
igual vaca na horta.
Apanhando da vida.
Apanhando sonhos alheios.
Apanhando oportunidades 
como um apanhador
num campo de centeio.
Apanhando
um apanhado de coisas
um punhado de atitudes.
Me apanharam sorrindo
em meio a um 
campo de girassóis.