terça-feira, 18 de outubro de 2016

"Desgarrida"

Depois de ti
tornei-me belicosa.
É preciso audácia na vida.
Fui insistente,
utilizei-me de toda eloquência.
Mas Eros
não me teve compaixão.
Tu, anjinho loiro,
devolve as flechas
a Apolo.
Vênus se esconde
em Tétis, afogada.
Sou mais bela 
que Helena,
levo os deuses em meu nome.
Deusa feiticeira,
Deusa ovelha,
Deusa mansa...
Mansa mas belicosa.
Poderosa Ízis, não tens vez,
ó anjo loiro,
neste coração,
depois de ti.


Nenhum comentário:

Postar um comentário