sexta-feira, 3 de março de 2017

Para Refletir ou Simplesmente Apreciar

6 comentários:

  1. Fico aqui matutando com meus botões: o que será que você achou disso? Se eu pudesse me transformar num ouvido, eu seria todo ouvidos. M.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você pode ser um ouvido virtual aqui no blog hahaha...
      Para muita gente que viu esse vídeo, ele significa apenas uma pessoa destruindo rios de dinheiro gasto com maquiagem (essas coisas são caras!).
      Mas para mim, despertaram- se sentimentos ao ver esse vídeo. Claro que existem muitas interpretações, mas aí vai a minha:
      - Primeiro, senti uma certa revolução feminina neste vídeo. É como se a mulher estivesse destruindo sua máscara em uma atitude de independência e liberdade: "ninguém manda em mim, eu posso ser quem eu quiser, e sou bonita sem precisar me maquiar, me esconder".
      - Pode significar também, que a maquiagem serve para ressaltar a beleza, e não esconder a feiúra. Uma mulher não usa maquiagem para ser menos feia ou mais bonita. Mulher usa maquiagem para ressaltar aquilo que tem de bonito, como se dissesse : "vejam, eu amo tanto meu rosto, gosto tanto de ser bonita e me amar, que vou ressaltar essas qualidades e dividir com vocês. Admirem-me!" - Mas esse vídeo mostra que isso não é regra. Não é todo dia que se está a fim de usar maquiagem, mas não quer dizer que a mulher vai ficar menos bonita nesse dia.
      - Por fim, esse vídeo pode ser uma apologia à violência doméstica que a mulher sofre: ela se esconde, esconde sua dor, seus hematomas atrás de uma máscara de maquiagem. Nesse vídeo, a mulher implora, pede socorro: "basta de violência! Vou protestar destruindo aquilo que me mascara. Vou destruir minha maquiagem para que o mundo veja como estou sofrendo em silêncio, mas fingindo que está tudo bem. Socorro!"

      E é isso que vi nesse vídeo. Se você quiser contribuir registrando a sua interpretação do vídeo aqui também, fique a vontade. Se você também acha que é só um vídeo que mostra alguém desperdiçando rios de dinheiro, deixe registrado aqui também. Nenhuma interpretação é certa ou errada, e vou adorar ter outras visões desse vídeo fantástico! :D

      Excluir
  2. Rebeldia sem muita causa e uma certa dose de medo. Um medo de que tudo seja motivo para radicalização, de não aceitar um campo neutro, de sempre ter de existir uma opinião e ser obrigatório entrincheirar-se de um lado da batalha. Medo de que a vida seja um cabo de guerra e uma infindável disputa territorial, um eu contra você porque sou certo desde o nascimento. Medo de me cansar de ter de dar minha prova diária de autoridade, de ter o meu eu invadido e tomado pela certeza alheia, de ser pisoteado pelo mundo ao me negar a jogar o jogo. Estejamos todos nus ou vestidos e devidamente pintados, não acho que podemos ser realmente livres, só a loucura seria capaz de nos libertar de tantos olhares, semblantes críticos, tantas cobranças. Uma loucura que seja grande o suficiente...
    M.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ponto de vista interessante...Não concordo com seu ponto de vista, pois acho que uma rebeldia bem direcionada, que tenha firmeza, seja muito bem estudada e haja motivos táteis e convincentes, não seja "sem muita causa". Mas compreendo seu ponto de vista, e mesmo sendo contrário ao meu, é muito bem vindo. Obrigada pela sua contribuição!^^

      E pensando bem...eu concordo apenas quando você diz que a loucura é capaz de nos libertar. Sou artista, musicista, poeta...e todo artista é louco. É preciso ser louco para conseguir viver nesse mundo, pois só pela sensibilidade, só pela expressividade, só pela loucura, somos capazes de nos libertar!
      E a arte...muito maior que a loucura do amor, é a loucura da arte. Porque a arte expressa tudo, inclusive o amor, inclusive essa falta de liberdade, tudo.
      Seja artista...seja louco...seja livre!

      Excluir
  3. Um pássaro que desaprendeu a voar, que olha o céu e o enxerga sempre cinza. Você está tentando falar de arte, liberdade, para um ser que virou um mero burocrata, alguém que se deixou ser torcido como um parafuso numa máquina gigantesca, que pode ser substituído a qualquer momento por outro desses milhares de parafusos e tem nesse medo o único motivo de continuar girando, girando, e que depois de um dia maçante chega em casa e se perde na sua rotina doméstica, desaparecendo...
    Ver a sua vontade pelo desafio, pelo diferente, me traz saudades de algum ponto perdido da minha história, da ânsia de mudar o mundo, de deixar uma marca nessa esfera azulada que gravita em torno disso que convencionamos chamar de sol. Só que o sol continouou sua sina pelos céus, os dias foram se acumulando, fui me tornando transparente, insípido, inodoro, e hoje talvez não faça mais a mínima diferença se existo. Como deixei as coisas chegarem a este ponto, como fui engolido por um sistema sem nenhuma chance de ser eu? Não sei, mas este parafuso está velho, gasto, enferrujado, e sente que está prestes a ser esmagado por esta realidade.
    M.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey!Não se sinta assim, que triste...
      Uma coisa que aprendi na vida é que nunca é tarde para mudar o que somos. Mesmo que você seja um velhinho de noventa anos, ainda é cedo!Basta você reconhecer sua condição, reconhecer que a situação não está boa e que é possível mudar sim! Só depende de você querer ou não!
      Não estou dizendo que deva ignorar os problemas, àquilo que a sociedade nos impõe...mas você não precisa se conformar em ser um parafuso que pode ser trocado. Seja mais que isso! Seja um parafuso diferente, específico, feito por um soldador que fez um único parafuso igual a você, e esse soldador já faleceu, e ninguém consegue fazer um parafuso igual...seja um parafuso cor de rosa, um parafuso único!
      Acredite, nunca é tarde para nada nessa vida. Só é tarde depois da morte. A morte é o fim da tentativa, enquanto você tiver o que viver, tiver o que aprender, aprenda. Só a morte pode dizer que não há mais chance. Não morra antes do tempo, você ainda tem muito para viver, não importa sua idade, só precisa ter força de vontade. Procure enxergar sempre o lado bom de tudo na vida...no começo é um pouco complicado, mas você consegue, não desista!
      De verdade, estou falando aqui, e pode parecer meio clichê, mas não!Realmente, só depende de você!Não estou querendo te animar, ou dar lição de moral,ou qualquer coisa parecida...eu sou a pessoa que mais detesta clichês nesse mundo! O que falo é do fundo do meu coração, estou te dando sugestões, conselhos...cabe a você aceitá-los ou ignorá-los. Espero que os aceite, a vida, apesar de difícil e cheia de problemas, é linda demais para não ser vivida...
      Boa sorte!Me conte os resultados de suas experiências depois, se quiser ^^

      Excluir